A principal revista eletrônica de Arquitetura Paisagísticado Brasil !

Jardins de Burle Marx são restaurados para a 25ª CASACOR Minas Gerais

Assinado por Nãna Guimarães, projeto Jardim Burle Marx recria parte do projeto original, criado na década de 1950 nos jardins do Palácio das Mangabeiras

Recuperar o trabalho e o legado deixado por Burle Marx foi o desafio que a paisagista Nãna Guimarães assumiu para a 25ª edição da CASACOR Minas Gerais.

Também responsável pelo projeto Jardim das Bromélias, além de colaborar com jardins verticais para outros ambientes, Nãna voltou sua atenção para o restauro do jardim de Burle Marx no Palácio das Mangabeiras, que se encontrava descaracterizado e foi reconstruído com as mesmas espécies originalmente eleitas pelo paisagista.

Jardim Burle Marx CASACOR Minas 1

(Daniel Mansur/CASACOR)

Instalado em uma área de 400 m², o jardim data da década de 50 e estabelece um importante diálogo com o modernismo do período. Seis espécies guiaram a sua reconstrução: Guaimbé, Camará, Bela Emília, Trapoeraba Roxa, Giesta e Agave. “É uma boa oportunidade para o público conhecer essas plantas, que caíram em desuso com o tempo, mas que são belíssimas e conseguem criar efeitos ornamentais surpreendentes”, comenta Nãna.

Jardim Burle Marx CASACOR Minas 2

(Daniel Mansur/CASACOR)

Seu outro projeto na mostra, o Jardim das Bromélias, também se inspira no paisagismo de Burle Marx que, como admirador das bromélias, chegou a catalogar 500 espécies nativas do Brasil. O ambiente se propõe a impactar o público com mais de 600 plantas de 20 espécies diferentes, como as Bromélias Imperiais, Porto Seguro, Vriesias e Fire-ball.

CASACOR Minas Gerais 2019

De 03 de setembro a 13 de outubro de 2019

De terça à sexta de 15h às 22h

Sábados e feriados, de 12h às 22h

Domingos de 12h às 19h

Local: Palácio das Mangabeiras (Mangabeiras, Belo Horizonte – MG, 30210-120)

Inteira: R$ 60

Meia: R$ 30

Passaporte: R$ 180


Publicidade

Revista Paisagismo em Fogo © 2020. Todos direitos reservados. Por Go Up Publicidade