Confira os ambientes da Mostra de Paisagismo da 15ª Fiaflora ExpoGarden


E partindo desta triste realidade, criei um jardim para pequenos espaços, utilizando o jardim vertical (neorex) que requer a espessura de uma parede de espaço para sua instalação, com samambaias  americanas  que  tem  uma  textura  agradável,  criando  movimento,  além do elemento vazado (neorex) que me remete a infância, por ser parecido a palhinha da cadeira de balanço do meu avô. 

0.0.0_fiaflora_mostra_paisagismo_patricia_nishi_4_520x347

Com a intenção de proporcionar um ambiente intimista, um estar relaxante, utilizei dos quatro elementos que nos propicia um local acolhedor seja numa tarde agradável ou numa noite mais fria. Uma cortina d’água (Kallina) para relaxar e uma lareira ecológica (ecofireplaces) para nos aquecer, hortênsias e azaléias para nos alegrar, lírio da paz gigante e viburno completaram o ambiente com vasos em acabamentos jateado e cristal (master Carelli). 

0.0.0_fiaflora_mostra_paisagismo_patricia_nishi_3_520x347

No piso utilizei pedriscos palha (arte viva) e piso cimentício imitando madeira (Palazzo). Entre móveis  foram  utilizados  aparador  em  madeira  de  demolição(arte  viva),  poltronas  em fibra sintética (empório do junco). A iluminação em cerâmica artesanal (paleolítico). Um jardim com o mínimo de manutenção e o máximo de utilização de produtos com baixo impacto ambiental.

Mais informações: www.patricianishi.com.br 

 

AMBIENTE ASSINADO POR TALITA GUTIERREZ 

Uma área de estar aconchegante, sofisticada e chic em meio ao verde, é a proposta para o espaço de 25m² criada pela arquiteta paisagista Talita Gutierrez da Verde Vertical para a Mostra da Fiaflora.

0.0.0_vertical_verde_talita_gutierrez_5_520x347

Um amplo lounge em cores vibrantes e linhas geométricas ocupa a parte central do espaço, emoldurado por um lindo e exuberante jardim vertical hidropônico curvo, autoportante, com jardim nas duas faces. Uma escultura viva em bola, onde crescem orquídeas amarelas complementa e alegra o ambiente.

0.0.0_vertical_verde_talita_gutierrez_6_520x347

O sistema de jardim vertical Verde Vertical é exclusivo; muito leve, delgado e adaptável, composto de materiais recicláveis e muito duráveis, além de irrigação e fertilização automáticas. As plantas desenvolvem-se livres sobre a superfície vertical, sem solo, de forma similar aos ecossistemas verticais naturais. É uma obra de arte sustentável, trabalhada com uma paleta vegetal rica em cores e texturas que evidencia a flora brasileira e celebra sua biodiversidade.

Mais informações: www.verdevertical.com

 

AMBIENTE ASSINADO POR MARGARETH LINHARES

Ousadia, arte e tropicalidade são temas do espaço “Ateliê de artista” na Fiaflora

0.0.0_atelie_margareth_3_520x347

Você já imaginou uma jaboticabeira com 6 metros de altura no meio de um ateliê?  E um painel de 1,90 x 2,20 pintado à mão numa parede com 3m de altura ao fundo do mesmo espaço? Pois é, estes são apenas alguns “detalhes” do projeto da paisagista e artista plástica Margareth Linhares para a participação na Fiaflora Expogarden 2012, feira internacional de paisagismo e jardinagem que será realizada entre os dias 6 e 9 de outubro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

0.0.0_atelie_margareth_8_260x390

Com 65 m² o espaço “Ateliê de artista” terá muito charme, aconchego, cores, aromas e claro, novidades. Na entrada, duas pérgolas com 1,5m de altura vão dividir o espaço em dois ambientes. De um lado, um mesão com dois bancos em teka e uma grande televisão será usado pela artista como um ateliê mesmo.

0.0.0_atelie_margareth_6_520x347

Durante os dias do evento, Margareth Linhares aproveitará a oportunidade para pintar novas peças em faiança e baixo esmalte, tudo ali, na hora, embaixo dos olhos dos visitantes. Na outra parte, orquídeas da coleção pessoal da paisagista vão integrar o ambiente com duas namoradeiras também fornecidas pela BR 163, empresa mato-grossense que produz móveis de madeira maciça para áreas externas, parceira da paisagista.

0.0.0_atelie_margareth_9_520x347

As laterais serão fechadas com bambus queimados para dar um tom diferente no espaço.  No corredor que conduz o visitante até o fundo, alecrim, manjericão e lavanda aromatizam o local que chega ao painel colorido e tropical. Pintado à mão pela própria artista, a ideia é remeter a fauna e flora brasileira. Helicônias, psittacorum, bananeiras e araras compõem o fundo do ambiente que ao lado do painel, dormentes servirão como caminho da água que cairá sobre grandes vasos vietinamitas.

0.0.0_atelie_margareth_13_520x347

Inspirada na recente viagem a Holanda, Margareth Linhares climatiza o “Ateliê do artista” com uma lareira construída exclusivamente para áreas externas. O design criado para a lareira e o guarda lenha é bastante moderno e feito com (dormente ou madeira de reflorestamento?). “Achei muito interessante e optei por desenvolver um exclusivamente para a Fiaflora”, explica Margareth.

0.0.0_atelie_margareth_1_520x347

Ousadia, criatividade, sensibilidade e harmonia entre os elementos, tudo isso regado à arte irá se transformar em realidade nos dias da Fiaflora. Conhecida por desenvolver projetos que não economizam nas ideias e estrutura, Margareth Linhares participa este ano como paisagista convidada da organização. “Isso traz a certeza de que lidar com a natureza, as pessoas e com todos os elementos que envolvem um ambiente, podem melhorar consideravelmente a qualidade de vida e trazer ideias não só que inovam, mas principalmente renovam o espírito de FAZER”, fala Margareth.

Mais informações: www.ateliemargarethlinhares.com.br

 

Ambiente assinado por Monica Rio Verde

Foi pensando assim que a arquiteta e paisagista Mônica Rio Verde desenvolveu o seu  projeto para a Fiaflora 2012. Um espaço contemporâneo com um toque tradicional da cultura Japonesa, uma mistura que deu certo.

0.0.0_monica_rio_verde_1_520x347

Utilizamos logo na entrada um Törö , "lanterna japonesa" que serve para alinhar os caminhos,  é a trilha que deve ser percorrida rumo a elevação pessoal e tem um forte significado e o Tsukubai "uma fonte" que pode ter vários significados, mas neste caso um toque de frescor ao jardim que leva a varanda onde podemos fazer uma pausa,  a decoração sem excessos  valoriza o essencial.

0.0.0_monica_rio_verde_2_520x347

A respeito das cores, escolhi o tom preto por ser mais sóbrio, porém o conceito do preto remete ao descanso por ser uma cor pouco vibrante. Acompanhado de tons neutros como o cinza por exemplo, contrastando com o jardim monocromático  resultamos num ambiente contemporâneo e chique, sem muitos excessos e interferências.

0.0.0_monica_rio_verde_6_520x347

Estrutura de bambu e Painel da "Kanela Bambu" sobre um Deck composto de resíduos de madeira e polímeros, sendo totalmente reciclável, da empresa Woodwi.

Iluminação em led da  Vitali Iluminaçãodão o toque final ao projeto.

Contato: www.monicarioverde.com.br

 

Mais informações sobre o evento: www.expogarden.com.br


Publicidade