Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel anuncia projetos vencedores


A arquiteta Adriana Benguela (Rosenbaum + Aleph Zero) foi a grande vencedora pelo projeto Moradas Infantis (Formoso do Araguaia, TO, 2015, foto ao lado). Como prêmio, Benguela recebe viagem para Xangai, China. Marcos Paulo Caldeira (MM18) foi o segundo colocado, com o Mirante 9 de Julho (São Paulo, SP, 2015) e foi contemplado com viagem para Helsinque, Finlândia.

PREMIO DE ARQUITETURA 2017 MORADAS INFANTIS

Projeto vencedor do 1º lugar

PREMIO DE ARQUITETURA 2017 MIRANTE 9 DE JULHO

Projeto ganhador do 2ª lugar

Com o projeto Subsolanus (Cidade do México DF, México, 2015), Enk te Winkel (Vão) ficou com a terceira colocação e o seu destino será a capital de Cuba, Havana. Os três vencedores também viajam para Amsterdã, capital da Holanda, onde visitam a sede da AkzoNobel, além de receberem troféu e destaque no catálogo da exposição.

PREMIO DE ARQUITETURA 2017 SUBSOLANUS

Projeto vencedor do 3ª lugar

O júri, composto pelos arquitetos Carla Juaçaba, Gustavo Penna, Nabil Bonduki e Priscyla Gomes, selecionou os 10 finalistas entre os 186 projetos inscritos, provenientes de 12 Estados brasileiros e o Distrito Federal.  Em 2017, registrou-se um aumento de 56% no volume de inscrições em relação à edição anterior. Os dez projetos selecionados como finalistas, que serão reunidos também em publicação e participam da exposição na sede do Instituto Tomie Ohtake de 10 de agosto a 17 de setembro de 2017 são:

  • Casa 4x30, São Paulo – SP – arquiteta responsável Clara Reynaldo – CR2 Arquitetura + FGMF Arquitetos;
  • Casa Torreão, Brasília – DF – arquiteto responsável Matheus Seco – Bloco Arquitetos; Ciclovia Avenida Paulista, São Paulo – SP – arquiteto responsável Gianpaolo Santoro Granato – Studio GGA;
  • Cobertura Mercado Público de Florianópolis, Florianópolis – SC – arquiteto responsável Gustavo Utrabo – Aleph Zero;
  • Instituto Brincante, São Paulo –SP – arquiteto responsável Dante Furlan – Bernardes Arquitetura;
  • Mirante 9 de Julho, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marcos Paulo Caldeira – MM18;
  • Moradas Infantis, Formoso do Araguaia – TO – arquiteta responsável Adriana Benguela – Rosenbaum + Aleph Zero;
  • Parque da Gare, Passo Fundo – RS – arquiteto responsável Pedro Paes Lira – Idom;
  • Subsolanus, Cidade do México DF – México – arquiteto responsável Enk te Winkel – Vão;
  • Vazio, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marina Acayaba – AR arquitetos;

AULAS PÚBLICAS

As aulas públicas fazem parte da programação do 4º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel. Arquitetos renomados são convidados a apresentar obras de destaque, de sua autoria, na periferia de São Paulo. Serão dois encontros:

19 agosto - sábado - das 9h às 14h 

Polo educativo-cultural e Redondinhos, Heliópolis

Arquiteto convidado: Ruy Ohtake

26 agosto - sábado - das 9h às 14h

Casa Vila Matilde (projeto vencedor da terceira edição do Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel)

Arquiteto convidado: Pedro Tuma

CINE FACHADA

Assim como na edição anterior, a programação paralela ao prêmio organizado pelo Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel apresenta o Cine Fachada, uma mostra de filmes que ampliam o debate sobre a arquitetura e o urbanismo. As exibições serão realizadas na fachada do edifício que abriga o Instituto Tomie Ohtake, nos dias 01/09 (Bye, Bye Brasil - Cacá Diegues, 1979, 105 min – classificação indicativa: 16 anos), 02/09 (O Invasor - Beto Brant, 2002, 97 min – classificação indicativa: 18 anos) e 03/09 (Branco sai, preto fica - Adirley Queirós, 2014, 93 min – classificação indicativa: 12 anos), das 19h30 às 21h30.

Sobre o Prêmio de Arquitetura

O Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel é destinado exclusivamente a arquitetos brasileiros ou estrangeiros que vivam no Brasil há pelo menos dois anos, com até 45 anos de idade, e projetos construídos durante os últimos dez anos. Arquitetos, escritórios de arquitetura ou coletivos de arquitetos podem se inscrever com mais de um projeto, o que contribui para demonstrar um panorama da arquitetura brasileira nos seus mais variados contextos.

A premiação é resultado de uma parceria entre o Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel, multinacional holandesa que atua nos segmentos de tintas, revestimentos e especialidades químicas e se insere nas perspectivas do Instituto, enquanto instituição cultural, ao promover iniciativas no campo da arquitetura, do urbanismo e do design, visando incentivar a reflexão nessas áreas e despertar ambientes energizantes e cidades mais humanas e agradáveis de se viver.

Exposição: 4º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel

Até 17 de setembro de 2017

De terça a domingo, das 11h às 20h – grátis


Publicidade

Revista Paisagismo em Fogo © 2020. Todos direitos reservados. Por Go Up Publicidade