A principal revista eletrônica de Arquitetura Paisagísticado Brasil !

Ceasa Campinas expõe Jardim Sensorial na comemoração do aniversário de 38 anos


A Ceasa Campinas - a 4ª do país e que tem o maior Mercado Permanente de Flores da América Latina - vai abrir a exposição de um Jardim Sensorial para marcar seu aniversário. O espaço funcionará de 9 a 13 de abril, numa área de 100 m2 dentro do Mercado de Flores da Central.

01_-_Mercado_de_Flores_1_590x393

No Jardim Sensorial os visitantes terão a oportunidade de entrar em contato com a natureza e experimentar os seus sentidos de uma forma diferente. O visitante será envolvido por sons, cheiros, texturas, imagens e sabores; poderá tocar as plantas e objetos no trajeto garantindo a todas as pessoas a possibilidade de vivenciar o Jardim, mesmo aquelas com alguma deficiência.

Ceasa_Campinas_38_anos

O espaço foi preparado para receber pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Todo o projeto será montado com caminho adequado para cadeirantes, bancadas rebaixadas com as plantas e hortaliças que poderão ser tocadas, impressos em braile e elementos como degustação de alimentos, músicas e odores.

Ceasa_Campinas_38_anos2

A abertura da programação do aniversário da Ceasa e do Jardim acontece no dia 9 de abril, às 9h30, no Mercado de Flores da Central, na rodovia Dom Pedro I, km 140,5, em Campinas/SP. O Jardim Sensorial ficará aberto à visitação pública gratuita, na Ceasa Campinas, até o dia 13 de abril, sendo possível agendar uma visita monitorada para grupos pelo telefone (19) 3746-1047. Horários e outras informações podem ser obtidas pelo site da empresa www.ceasacampinas.com.br  

 

Projeto Paisagístico de Raul Cânovas  

O projeto denominado “Jardim dos Sentidos” é da Associação Nacional de Paisagismo, da equipe do premiado paisagista, Raul Cânovas, com a colaboração dos paisagistas Alice Izumi, Fabiana Santiago e João Jadão. Cânovas já trabalhou com o arquiteto e artista Burle Marx, desenvolveu projetos importantes como a revitalização do Centro da cidade de São Paulo. É autor de livros e articulista de mídias sociais e impressas.  

Segundo ele, o conceito do espaço é aguçar os sentidos fazendo com que todo visitante, inclusive aqueles com deficiência, possa circular pelo Jardim e se deliciar com sensações e estímulos. “No pórtico de entrada, mensageiros de ventos farão uma pequena cortina desconfortável. Caminha-se por uma área escura, com elementos e vegetações mais agressivas: caixotes pretos de várias alturas e vegetações pontiagudas”, descreve o paisagista.

01_-_Projeto_Jardim_Dos_Sentidos_2_590x273
Fotos da maquete do Projeto

O percurso avança, conta ele, para uma área de transição onde as sensações de introspecção e mistério passam para um equilíbrio visual e sensitivo. Grandes vasos com uvas, toras com cascas macias e vegetações mais volumosas fazem parte desse trecho.  

Na sequência, o percurso evolui para um ambiente mais agradável. O visitante contemplará um "tapete de vegetação" branco e amarelo. “Uma área transbordando luz e suavidade com uma escultura inserida no canteiro, onde a ilusão de ótica faz uma brincadeira: ao sentar-se em frente à escultura, em um único ponto, será possível vislumbrar uma árvore”, explica Cânovas.

01_-_Projeto_Jardim_Dos_Sentidos_1_332x443
01_-_Projeto_Jardim_Dos_Sentidos_3_590x442
Fotos da maquete do Projeto

No Jardim Cânovas mistura hortaliças, frutas e legumes - como berinjela, nabo e uvas - a plantas aromáticas e ornamentais, além de objetos como toras de eucalipto, cubos de madeira, vime e árvore de madeira. As plantas usadas no projeto são alecrim, arruda, leea rubra, formio rubro, gynura, antúrio negro, hemigrafis alternata e formio verde. Também há azaléia, alocásia amazônica, aspargos myrioclades, barba de serpente, tango, margarida, peperômia golden, hera e smilax.

01_-_Projeto_Jardim_Dos_Sentidos_4_590x416
Desenho ilustrativo do projeto

A implantação do espaço conta com a colaboração da Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida; da Associação Nacional de Paisagismo; da entidade Pró-Visão; de estudantes de Arquitetura da PUC-Campinas; da Associação dos Produtores e Comerciantes do Mercado de Flores (Aproccamp); da Associação dos Permissionários da Ceasa (Assoceasa) e dos comerciantes do Mercado de Flores da Ceasa.  

Mercado de Flores: 40% do comércio atacadista de ornamentais do país  

A Ceasa Campinas é a quarta maior Central de Abastecimento brasileira, onde funciona o maior Mercado Permanente de Flores e Plantas Ornamentais da América Latina. Com mais de 20 mil espécies de plantas e 5 mil produtos de acessórios, o Mercado de Flores da Central campineira agrupa em um único espaço o mix completo do setor e é responsável pela distribuição de 40% das flores e plantas ornamentais do atacado no país.

01_-_Mercado_de_Flores_2_590x395

O Mercado de Flores em Campinas  movimenta uma média de R$ 10 milhões mensais e recebe mais de 30 mil pessoas por mês abastecendo as 5 regiões do país.

01_-_Mercado_de_Flores_4_590x395

Inaugurado em 1995, o espaço tem 504 pontos de venda (boxes) e cerca de 350 atacadistas (permissionários) que comercializam produtos vindos de quase 70 municípios e do exterior. É o principal espaço de escoamento dos produtores de flores e plantas de Atibaia, a 2ª maior região produtora do setor no país.

Mais informações:

Assessoria de comunicação da Ceasa-Campinas
(19) 3746-1046  
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  

Publicidade