Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel anuncia projetos vencedores

Avaliação do Usuário

Star ActiveStar ActiveStar ActiveStar ActiveStar Active
 

No dia 10 de agosto, na abertura da exposição dos 10 projetos finalistas ao 4º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel, foram anunciados os três vencedores.

A arquiteta Adriana Benguela (Rosenbaum + Aleph Zero) foi a grande vencedora pelo projeto Moradas Infantis (Formoso do Araguaia, TO, 2015, foto ao lado). Como prêmio, Benguela recebe viagem para Xangai, China. Marcos Paulo Caldeira (MM18) foi o segundo colocado, com o Mirante 9 de Julho (São Paulo, SP, 2015) e foi contemplado com viagem para Helsinque, Finlândia.

PREMIO DE ARQUITETURA 2017 MORADAS INFANTIS

Projeto vencedor do 1º lugar

PREMIO DE ARQUITETURA 2017 MIRANTE 9 DE JULHO

Projeto ganhador do 2ª lugar

Com o projeto Subsolanus (Cidade do México DF, México, 2015), Enk te Winkel (Vão) ficou com a terceira colocação e o seu destino será a capital de Cuba, Havana. Os três vencedores também viajam para Amsterdã, capital da Holanda, onde visitam a sede da AkzoNobel, além de receberem troféu e destaque no catálogo da exposição.

PREMIO DE ARQUITETURA 2017 SUBSOLANUS

Projeto vencedor do 3ª lugar

O júri, composto pelos arquitetos Carla Juaçaba, Gustavo Penna, Nabil Bonduki e Priscyla Gomes, selecionou os 10 finalistas entre os 186 projetos inscritos, provenientes de 12 Estados brasileiros e o Distrito Federal.  Em 2017, registrou-se um aumento de 56% no volume de inscrições em relação à edição anterior. Os dez projetos selecionados como finalistas, que serão reunidos também em publicação e participam da exposição na sede do Instituto Tomie Ohtake de 10 de agosto a 17 de setembro de 2017 são:

  • Casa 4x30, São Paulo – SP – arquiteta responsável Clara Reynaldo – CR2 Arquitetura + FGMF Arquitetos;
  • Casa Torreão, Brasília – DF – arquiteto responsável Matheus Seco – Bloco Arquitetos; Ciclovia Avenida Paulista, São Paulo – SP – arquiteto responsável Gianpaolo Santoro Granato – Studio GGA;
  • Cobertura Mercado Público de Florianópolis, Florianópolis – SC – arquiteto responsável Gustavo Utrabo – Aleph Zero;
  • Instituto Brincante, São Paulo –SP – arquiteto responsável Dante Furlan – Bernardes Arquitetura;
  • Mirante 9 de Julho, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marcos Paulo Caldeira – MM18;
  • Moradas Infantis, Formoso do Araguaia – TO – arquiteta responsável Adriana Benguela – Rosenbaum + Aleph Zero;
  • Parque da Gare, Passo Fundo – RS – arquiteto responsável Pedro Paes Lira – Idom;
  • Subsolanus, Cidade do México DF – México – arquiteto responsável Enk te Winkel – Vão;
  • Vazio, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marina Acayaba – AR arquitetos;

AULAS PÚBLICAS

As aulas públicas fazem parte da programação do 4º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel. Arquitetos renomados são convidados a apresentar obras de destaque, de sua autoria, na periferia de São Paulo. Serão dois encontros:

19 agosto - sábado - das 9h às 14h 

Polo educativo-cultural e Redondinhos, Heliópolis

Arquiteto convidado: Ruy Ohtake

26 agosto - sábado - das 9h às 14h

Casa Vila Matilde (projeto vencedor da terceira edição do Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel)

Arquiteto convidado: Pedro Tuma

CINE FACHADA

Assim como na edição anterior, a programação paralela ao prêmio organizado pelo Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel apresenta o Cine Fachada, uma mostra de filmes que ampliam o debate sobre a arquitetura e o urbanismo. As exibições serão realizadas na fachada do edifício que abriga o Instituto Tomie Ohtake, nos dias 01/09 (Bye, Bye Brasil - Cacá Diegues, 1979, 105 min – classificação indicativa: 16 anos), 02/09 (O Invasor - Beto Brant, 2002, 97 min – classificação indicativa: 18 anos) e 03/09 (Branco sai, preto fica - Adirley Queirós, 2014, 93 min – classificação indicativa: 12 anos), das 19h30 às 21h30.

Sobre o Prêmio de Arquitetura

O Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel é destinado exclusivamente a arquitetos brasileiros ou estrangeiros que vivam no Brasil há pelo menos dois anos, com até 45 anos de idade, e projetos construídos durante os últimos dez anos. Arquitetos, escritórios de arquitetura ou coletivos de arquitetos podem se inscrever com mais de um projeto, o que contribui para demonstrar um panorama da arquitetura brasileira nos seus mais variados contextos.

A premiação é resultado de uma parceria entre o Instituto Tomie Ohtake e a AkzoNobel, multinacional holandesa que atua nos segmentos de tintas, revestimentos e especialidades químicas e se insere nas perspectivas do Instituto, enquanto instituição cultural, ao promover iniciativas no campo da arquitetura, do urbanismo e do design, visando incentivar a reflexão nessas áreas e despertar ambientes energizantes e cidades mais humanas e agradáveis de se viver.

Exposição: 4º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel

Até 17 de setembro de 2017

De terça a domingo, das 11h às 20h – grátis

Adicionar comentário


Código de segurança Gerar novo código

Publicidade

Newsletters

Cadastre-se e receba  nossas novidades.

Siga-nos

Siga nossas redes sociais

facebook verde twitter verde Instragran verde

Últimas Matérias Publicadas

  • Idealização da Praça Ayrton Senna do Brasil

  • Tendências na arquitetura para lojas de moda

  • CASACOR RS 2017 chega a sua 26ª edição

  • Confira o lindo jardim vertical no interior de São Paulo com GreenWall Ceramic

  • Linha Levve marca presença na Casa Cor SP 2017

  • 1