Uma perspectiva otimista para o mercado de paisagismo

Avaliação do Usuário

Star ActiveStar ActiveStar ActiveStar ActiveStar Active
 

Hoje vou escrever para quem quer ser paisagista, quem quer entrar para o mercado ou está começando na área.

Percebi que nos anos recentes o mercado de paisagismo cresceu e continua crescendo muito aqui em terras tupiniquins. Lá atrás nos anos 90, quando comecei a estagiar, contratar um paisagista era algo restrito a milionários, somente uma camada muito restrita da sociedade podia contratar um paisagista.

Aqui em São Paulo, talvez uns 20 paisagistas mais conhecidos detinham a maior parte do mercado, eram pouquíssimos profissionais na área. Ao longo desses anos todos percebi uma gigantesca melhora na valorização da nossa profissão por parte dos clientes. Por enquanto até existe uma certa concorrência, porém menor que nas áreas de arquitetura e interiores, então é o melhor momento para quem quiser ser paisagista se lançar no mercado.

Coluna Caterina Poli Marco1

Também vejo que tem aparecido novos profissionais na área, trazendo frescor e ideias diferentes, muita gente talentosa.

Com a valorização da profissão também apareceram novas maneiras de trabalhar, e agora até a classe média pode ter acesso aos serviços de um paisagista, seja pela contratação de um projeto, uma consultoria ou uma visita técnica. É o paisagismo saindo da lista de desejos e virando realidade na casa de cada vez mais pessoas.

Percebo que a geração mais jovem curte ter plantas em casa, está investindo em montar seu jardim, sua horta, sempre buscando bem estar, uma vida mais sustentável e mais contato com a natureza.

Coluna Caterina Poli Marco2

Quem sabe um dia o Brasil chegue ao nível da Inglaterra, onde o hobby predileto da maioria população é “gardening”, onde quase metade da população faz algum tipo de jardinagem e onde as estatísticas positivas da área sempre crescem!

Aí vão algumas dicas para quem sonha em ser paisagista: estude arquitetura ou agronomia, faça cursos sempre, pesquise plantas diferentes em viveiros, trabalhe em algum escritório antes para adquirir experiência, e tente se profissionalizar ao máximo, porque o mercado está crescendo mas está cada vez mais exigente.

Eu falo sempre que o glamour da profissão está só na foto, tem que se dedicar e trabalhar muito, mas fazer o que gosta deixa a gente feliz! Quem encara?

Mais informações:

catepoli.com.br

 

Newsletters

Cadastre-se e receba  nossas novidades.

Siga-nos

Siga nossas redes sociais

facebook verde twitter verde Instragran verde

Últimas Matérias Publicadas

  • O paisagismo em empreendimentos dos novos tempos

  • Fazenda São José há mais de 74 anos é tradição e referência em Decks e Pérgolas

  • Garden seat invade a decoração

  • Vem aí a 3º edição do Congresso Nacional de Paisagismo Online, o Conapa

  • Uma perspectiva otimista para o mercado de paisagismo

  • 1