Sozinho sim, sem aconchego nunca

Avaliação do Usuário

Star ActiveStar ActiveStar ActiveStar ActiveStar Active
 

Profissionais dão dicas de como tornar o apartamento de quem mora só em um lar mais funcional, aconchegante e sem exageros

LAURA SANTOS Henrique Queiroga 10

Projeto da designer Laura Santos, o violão – um hobby do morador – foi disponibilizado em um nicho aberto estando, dessa forma, sempre a mão dele. Além disso, se tornou uma peça decorativa. Foto: Henrique Queiroga

Alguns saem cedo da casa da família para ir estudar em outra cidade. Outros partem para a vida solo quando adquirem independência. Há ainda quem só vive a experiência de morar sozinho depois de um divórcio. Os motivos são variados, mas alguns pontos em comum unem aqueles que dividem a casa consigo mesmo. Na maioria dos casos, pessoas que moram só trabalham em tempo integral e quase não ficam em casa e, por isso mesmo, precisam de um lar que seja prático e, claro, traga aconchego.

LAURA SANTOS Henrique Queiroga 9

A designer de ambientes Laura Santos ressalta que o apartamento para quem mora sozinho tem que ser mais minimalista e bastante funcional. Uma dica bem interessante é usar objetos pessoais ou de hobby como parte da decoração. “A ideia é evitar excessos, pois quando a pessoa mora sozinha ela não tem muito tempo para dar manutenção no imóvel. Colocar no espaço apenas os itens mais importantes e indispensáveis. Trabalhamos itens de lazer do cliente como peças de decoração como, por exemplo, um violão. Uma forma prática de deixar à mão as coisas úteis que o morador vai utilizar e usar no layout”, sugere.

LAURA SANTOS Henrique Queiroga 13

O tamanho do apartamento também deve ser muito bem pensado na hora da decisão de morar sozinho. Quanto menor, mais prático. Mas, se a intenção é de receber os amigos, é preciso investir nos espaços sociais, como ressalta a arquiteta Gabriela Brasil, sócia-proprietária da Oca Criativa.

LAURA SANTOS Henrique Queiroga 6

“O que se usa muito atualmente é optar por espaços multifuncionais, por exemplo: serviço e cozinha integrada com a sala, onde a sala já é o espaço da TV. Ou quarto que é, também, escritório. Isso torna os espaços mais amplos, integrados e úteis. Se for uma pessoa que gosta de receber, é legal investir nos espaços sociais, como: espaço gourmet, home theater ou optar por um prédio que possui espaços comuns sociais (área de lazer, espaço gourmet, piscina, churrasqueira, etc). Agora, se for uma pessoa mais reservada, um estar simples já a atende. Pode até ser um apartamento compacto, de um quarto mesmo, onde ela pode receber as visitas num sofá-cama na sala e não tem muito trabalho no dia a dia com a manutenção da casa. Que nos dias corridos de hoje é fundamental”, afirma.

LAURA SANTOS Henrique Queiroga 7

Laura Santos também indica os ambientes conectados: “A cozinha americana é uma tendência. Ela fica integrada com a sala e você pode ver a televisão enquanto cozinha. Para receber os amigos também é melhor, pois a pessoa tem mais essa flexibilidade de estar na cozinha e poder conversar com quem está na sala”, conta.

LAURA SANTOS Henrique Queiroga 3

Projetada pela designer Laura Santos para um jovem empresário, este loft possui cozinha integrada a sala. Um dos ambientes mais cobiçados por quem mora sozinho. Foto: Henrique Queiroga.

Mais informações:

laurasantos.com.br/ 

 

Adicionar comentário


Código de segurança Gerar novo código
Newsletters

Cadastre-se e receba  nossas novidades.

Siga-nos

Siga nossas redes sociais

facebook verde twitter verde Instragran verde

Últimas Matérias Publicadas

  • O paisagismo em empreendimentos dos novos tempos

  • Fazenda São José há mais de 74 anos é tradição e referência em Decks e Pérgolas

  • Garden seat invade a decoração

  • Vem aí a 3º edição do Congresso Nacional de Paisagismo Online, o Conapa

  • Uma perspectiva otimista para o mercado de paisagismo

  • 1